Direito no Cárcere

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Mais de vinte voluntários integram as atividades comemorativas aos 3 anos de Projeto Direito no Cárcere


Sexta-feira, 29 de agosto de 2014, ficou marcado na história, não só na minha, mas na de mais de vinte voluntários e doadores, equipe técnica e psicossocial, familiares e detentos que colaboraram e participaram ativamente da Confraternização do 3 Aniversário do Projeto Direito no Cárcere. Pense num dia inesquecível. Pensou?

Contamos com a presença do advogado e consultor do Prêmio Innovare Renato Belloli! Realizamos  palestras com advogado e professor Paulo Ricardo Suliani, juiz militar Jorge Luiz de Oliveira, desembargadora Lizete Sebben, tenente coronel Osvaldo Machado, major Albuquerque, Secretária da Justiça e dos Direitos Humanos Juçara Maria Dutra Vieira, na fotografia juiz Sidinei Brzuska, na música com a Banda do GrooV.I Amós Martini, Fernando da Silva Ferreira Neto "Fernando Catatau", Saulo da Silva Pinheiro, William Gartuzo da Silveira, nos vocais Narrador Kanhanga e Fyah Rocha, Chef de Cozinha do Palácio Piratini Jussara P. Dutra, atleta do slack line Diego Marques, artistas plásticos Deon Art e Kuca Três Mil Arc, na filmagem Nelson Beck, na oficina de música e na parte técnica Ras Sansão, pela Comissão de Direitos Humanos da OAB/RS Rodrigo Puggina, em nome da Equipe Técnica da Saúde do PCPA, Mara Minotto e Rosana Avila, enfim, diversas pessoas que estavam presentes e muitas outras que contribuíram para compra de materiais, logística, reformas, refrigerantes e alimentos.

Agradeço a todas as pessoas que colaboraram de alguma forma seja presente no evento ou pelas doações, reforço o apoio estratégico das instituições parceiras para realização do aniversário DC: Brigada Militar, Susepe, VEC, Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos do RS, MPRS, Secretaria da Juventude de Porto Alegre, Estudio 31, Custom Shirt Serigrafia. Em breve postaremos os vídeos e mais fotos! No momento o que posso dizer, preparem-se dia 14 de novembro de 2014 ocorrerá o III Ciclo de Estudos Direito no Cárcere, no Auditório do Presídio Central de Porto Alegre. Vamos nos Organizar!

Um abraço e começo a semana muito renovada pelo dia maravilhoso que vivenciei. Se sinto isso, aqueles que tiverem presentes, por favor, escrevam, relatem o que sentiram, para que possamos compartilhar com mais pessoas, tamanha alegria vivenciada.





Fotografia SJDH -  Gabriel Lautenschleger




















Depoimento Narrador Kanhanga

Condenar e Julgar são palavras que definem muito bem os humanos. Nas minhas experiências com trabalho social, um dia num discurso aberto que fiz com alguns adolescentes que carregam em si as sequelas da desigualdade social desse país eu falei "Não me importa as coisas erradas que vocês cometeram lá fora, aqui eu quero mostrar pra vocês que é possível SONHAR". Foi com esse pensamento que hoje entrei no presídio central para participar da celebração de aniversário do Projeto Direito no Cárcere.

Acompanhando da Banda do GrooV.I e da cantora Nega Fyah pude partilhar minha história com todos aqueles irmãos. Feliz fiquei em poder partilhar, mesmo que por uma hora e meia da FELICIDADE que a nossa MÚSICA levou atá aquele local. Agradeço a Deus, a Carmela e Sansão pelo convite e cada vez mais ACREDITO que minha missão é BEM MAIOR. OBRIGADO.


Fotos Sidinei Brzuska




Depoimento Oscar Henrique Cardoso


A ida ao projeto, CarMela Grüne mexeu e mexeu muito comigo. Mexeu porque trabalhou em mim a desconstrução de um imaginário, de um esteriótipo, de um medo, de um receio...me tornou alguém melhor, porque cheguei lá completamente nu. Nu de mim mesmo. Isto proporciona a mim, que escrevo, um tipo de sensação e um tipo de emoção completamente diferente. Ali, vi pessoas iguais a mim. Não olhei para o que fizeram e porque estão ali. Diante ao projeto que tu realizas, Carmela, pude ver que é possível oportunizar vida e oportunizar dignidade a cidadãos como nós. Tu me ajudastes a desconstruir anjos e demônios. Ali, encontrei pessoas.


Visitas do Aniversário Direito no Cárcere - 3 anos

Juçara Dutra, Secretária de Estado da Justiça e dos Direitos Humanos do RS, Comissão DH OAB/RS Rodrigo Puggina, Cel. Osvaldo Machado, Eu, juiz e fotógrafo Sidinei Bruzska, Gastronomia do Palácio Piratini do Governo RS Jussara Dutra, advogado e professor Paulo Ricardo Suliani e juiz militar Jorge Luiz de Oliveira, assistente social Mara Borba Minotto, Rosana Avila psicologa.


Bolo de Doação - Magda

Magda, mãe do Rodrigo, integrante do Projeto Direito no Cárcere, doou um bolo de morango com nata - o qual podemos dividir e compartilhar com os funcionários do PCPA.



Bolo - 3 aniversário Direito no Cárcere

Não sobrou nada! Agradecemos a todos funcionários da Gastronomia do Palácio Piratini que voluntariamente - doaram-se para colaborar e contribuir para esse delicioso bolo junto com os salgadinhos! Obrigada Jussara Dutra - tava tudo ótimo!

Fotos Sidinei Bruzska





Secretaria da Justiça participa do aniversário do projeto Direito no Cárcere













A Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos (SJDH) participou da comemoração de três anos do projeto Direito no Cárcere. A Secretária da SJDH, Juçara Dutra Vieira e o chefe de gabinete, Marcelo Brettas, participaram do evento que ocorreu nesta sexta-feira (29) no Presídio Central de Porto Alegre (PCPA).

O projeto Direito no Cárcere foi criado pela jornalista e advogada, Carmela Grune com objetivo de estabelecer, pela gestão compartida com o Estado, plataformas de expressão aos apenados do Presídio Central de Porto Alegre, vislumbrando a música, a poesia e o cinema como instrumentos de educação inclusiva e fomentadores da expressão da cidadania local.

O diretor do PCPA, coronel Osvaldo Machado, disse que o projeto só existe por que realmente acredita-se que as vidas mudam e podem mudar. “O projeto só aparece por que vocês dão visibilidade a ele. As pessoas podem melhorar, podem crescer. Mas nada disso seria possível se não partisse de vocês o desejo pela mudança”, afirmou.

Carmela, idealizadora do projeto, afirmou que a inclusão é algo de extrema importância na mudança de vida das pessoas. “Esse projeto é para que haja mais inclusão, tudo isso que está acontecendo hoje é muito importante. Espero que todos vocês estejam só presos fisicamente, porque aqui é o lugar de vocês estarem livres, dancem, cantem e se divirtam por que esse é o espaço de vocês”.

A secretária Juçara falou aos presentes sobre a importância de programas como este para as melhorias da sociedade. “A proposta desenvolvida pela Carmela tem uma importância imensa, tanto na articulação com judiciário, a importância da participação do diretor do presídio. Acredito que nós podemos concorrer para a mudança e a mudança está dentro de cada um de nós”, disse.

Juçara ainda explicou que a arte auxilia nas mudanças que ocorrem na nossa vida. “A arte nos ajuda, a arte transpõe barreiras, a arte humaniza e a arte transforma. Parabéns a todos vocês, é um presente que eu ganho de estar aqui hoje”, finalizou.

O projeto realiza ações dentro do presídio para dependentes químicos que estão buscando a libertação das drogas. As atividades são desenvolvidas todas às sextas-feiras, por voluntários que querem ajudar pessoas em conflito com a lei que desejam a mudança.

Texto: Gabriel Lautenschleger

domingo, 17 de agosto de 2014

Socorrista Eduardo Bailon palestra no Projeto Direito no Cárcere






Mutirão de Pintura do Direito no Cárcere realizado no Espaço G do Instituto Psiquiátrico Forense


Vote Consciente - Composição Oficina de Música



Carta de Doação recebida pela contribuição de R$100,00 (deposito feito 16/07/2014) pela Paola - para a organização Festa de Aniversário 3 anos do Projeto Direito no Cárcere.

Carta de Doação recebida pela contribuição de R$100,00 (deposito feito 16/07/2014) pela Paola - para a organização Festa de Aniversário 3 anos do Projeto Direito no Cárcere.

E ai gurizada do direito no cárcere!!

Meu nome é Paola e eu acompanho vocês a muito tempo pelo facebook.

Conheci o direito no cárcere por pura curiosidade, após uma aula de direito penal cheguei em casa e fiquei pensando no que eu tinha escutado na aula sobre ressocialização, joguei no google “projeto de ressocialização” e então achei vocês!! Foi amor ao primeiro clique, fiquei encantada com tudo que a Carmela faz ai.

Desde então espalho o direito no cárcere para todos que conheço, onde eu vou não deixo de falar em vocês. Fui ao ciclo de estudos no ano passado, o que muitos por ignorância e preconceito me falaram que era loucura minha, não achei loucura, muito pelo contrário, sai do auditório do presídio central outra Paola. Chorei muito ai naquele dia, não de tristeza mas de emoção mesmo, de ver o quanto é grande o carinho que vocês tem pela Carmela e ela por vocês, em saber que é possível sim, vida no cárcere!!

Eu me identifico com vocês porque meu pai é usuário de drogas, objetivamente crack, e lutamos muito contra isto, a cerca de 10 anos eu não tinha contato nenhum com ele, este ano voltamos a nos falar e eu vi o quanto isso está sendo importante para ele, o quanto o apoio, carinho, compreensão é importante.

Eu via em vocês nos vídeos, nas fotos, uma forma de criar coragem de ajudar meu pai. Isto me motivou a ajudar voluntariamente o projeto, obrigada meninos, porque eu tenho que agradecer mesmo, não sou eu que estou ajudando vocês e sim vocês me ajudando, a ser alguém melhor, me livrar de “pré-conceitos” que a sociedade cria em nós.

Tenham em mim uma amiga!
Força e Luz para todos!

Abraços,

Paola.

Obs: Não sou boa com palavras, mas escrevi o que eu estava sentindo!#DIREITONOCARCERE!

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Direito no Cárcere torce pelo Brasil!




Somos cidadãos, Somos Todos Brasileiros! #brasil#copa!#direitoshumanosDireito no Cárcere torce pelo Brasil!

Pedido de Doação de Camisetas

CAMISETAS

Pessoal, BOM DIA!

O custo das camisetas que precisamos para a Confraternização de Três anos do Projeto Direito no Cárcere tem valor médio R$16,00 - total R$960,00 - para 60 unidades (distribuição gratuita para os detentos e voluntários do dia do aniver). Assim, aqueles que puderem colaborar com as doações. Agradeço. Já temos dinheiro para o bolo e salgadinhos para 60 pessoas. Agora falta arrecadar recurso para as camisetas. Interessados em colaborar a conta é 15.435-0, agência 3255-7, Banco do Brasil, em meu nome Carmela Grune.

Quem doar, por favor mande um e-mail para direitonocarcere@gmail.com informando nome completo, valor depositado e motivação em participar. O exemplo é uma forma de estimular novos doadores! Obrigada!
Na fotos está a arte que foi estampa da segunda camiseta comemorativa aos dois anos de Direito no Cárcere. Feita pelo voluntário Deon Art. Quem quiser propor a arte comemorativa aos três anos de projeto, entrar em contato! Obrigada!




Palestra e Oficina de Literatura, com a convidada Taysa SCHIOCCHET, abordando o tema Meu corpo, teu gênero e nossos direitos.

Atividade DC - 11/07

No dia 11 de julho, das 9h30min até 13h30min, Palestra e Oficina de Literatura, com a convidada Taysa SCHIOCCHET, abordando o tema Meu corpo, teu gênero e nossos direitos.

Objetivo : O objetivo desta atividade é trabalhar com as noções de gênero, corpo, sexualidade e a construção da subjetividade, bem como os direitos sexuais e reprodutivos e seus temas mais atuais, desconstruindo mitos acerca destas noções. Serão trabalhados temas como homossexualidade, transexualidade, machismo, feminismo, violência de gênero, afetividade, relações familiares e paternidade.

Curriculo : Doutorado em Direito (2010) pela UFPR, com período de estudos doutorais na Université Paris I - Panthéon Sorbonne e na Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales (FLACSO, Buenos Aires). Pós-doutorado pela Universidad Autónoma de Madrid (UAM), na Espanha. Professora do Programa de Pós-Graduação em Direito (PPGD/UNISINOS). Professora visitante da Université Paris X. Advogada. Líder do Grupo de Pesquisa |BioTecJus| Estudos Avançados em Direito, Tecnociência e Biopolítica.



Palestra e Oficina de Literatura - Extermínio da Juventude: Perdão e Justiça






Atividade do Direito no Cárcere – sexta-feira – 4 de julho é Oficina de Literatura e Palestra “Perdão e Justiça” com a Assistente Social, com Especialização em Violência Domestica,  também em Direito da Criança e do Adolescente e Especializanda em Perdas e Luto, Raquel Gladis Zimmermann. Proponha atividade inscreva-se aqui: https://docs.google.com/forms/d/1wUZ0UcFYOCAOPrG00JiY5mSlZ0QbC7ZSnlT6WEtOpJo/viewform